top of page

BANCO GUIGO

Pensado para tocar bateria, o banco Guigo é nomeado a partir do seu primeiro dono, o Rodrigo.

 

Com uma construção simples e ingênua, a peça é a primeira tentativa na execução de uma ideia a partir de sobras de madeiras: cedro-rosa no assento e angelim-vermelho nos pés.

 

O processo de concepção e execução trouxe os primeiros  conhecimentos de marcenaria, e até hoje suscita novas ideias e possibilidades para o seu desenho.

bottom of page